Escola de Liderança Jovem - SEMEAR 2011

Há mais de dois anos, inspirados pela imagem de um grande exército de jovens que em marcha avançam carregando nas mãos a Palavra de Deus, passamos a disponibilizar a Escola de Liderança Jovem – SEMEAR, que deseja ser esse serviço de amor e formação para a Igreja.

Portanto, é com grande alegria que abrimos as inscrições para Escola de Formação Jovem 2011. Ela é dividida em módulos, onde cada um deles corresponde a um tema que é sempre acompanhado de uma dinâmica própria que além de potencializar a formação faz da escola uma oportunidade única e extremamente participativa. 


O jovem que se inscrever, deve se comprometer com fidelidade para com a frequência em todos os módulos e a participação nos desafios propostos pelas dinâmicas. As inscrições podem ser feitas através: 

- dos comentários neste post
- pelo telefone: 21 3352-5950 (a partir das 15:00h) - 21 8707-0419

Lembramos que as vagas são limitadas (portanto, é necessário fazer a inscrição). Abaixo segue os módulos e o calendário da escola:

O jovem discípulo
17/01 -> segunda-feira    -- 19:30
18/01 -> terça-feira  -- 19:30
19/01 -> quarta-feira  -- 19:30

Jovem protagonista da história
25/01 -> terça-feira    -- 19:30
26/01 -> quarta-feira  -- 19:30
27/01 -> quinta-feira  -- 19:30
28/01-> sexta-feira  -- 19:30

O jovem anunciador
01/02 -> terça-feira    -- 19:30
02/02 -> quarta-feira  -- 19:30
03/02 -> quinta-feira  -- 19:30
04/02 -> sexta-feira    -- 19:30

Apostolado Jovem
11/02 -> sexta-feira  -- 19:30
12/02 -> sábado    -- 08:30 às 16:30
13/02 -> domingo -- 08:30 às 16:30

Obs: os encontros acontecerão em nossa casa de evangelização (Aprisco – End.: Trav. da Generosidade, 162 – V. da Penha-Rio/RJ).

Desde já contamos com a oração de todos e com poder de motivar que só um jovem tem para convencer outros jovens a investirem em Jesus. Por favor, divulgue para sua lista de e-mails. Obrigado!

Paz e Bem.

Deus não te esquece


Lembrai-vos, Senhor, de vossas misericórdias e de vossas bondades, que são eternas (Sl 24,6).

O nascimento de Jesus é a certeza de que Deus se lembrou... Ele lembrou de mim...  Lembrou de você... Lembrou da humanidade. Não poderia ser diferente, pois Deus mesmo nos diz:

Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca (Is 49,15)

Deus nunca nos esquece! Neste Natal, que nós não esqueçamos, daquele que é a prova do quanto Deus se lembra de Suas misericórdias e bondades: Jesus Cristo.

Feliz Natal para todos... Todos os membros da Comunidade Pequeno Rebanho, todos os seguidores do blog, todos os amigos, todos os leitores, todos os visitantes...

Obs: A foto retrata a estrela da Basílica da Natividade, lugar onde o Verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1,14).

Paz e Bem.

Palavras de Poder

“... apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.” (Lc 1,41).

Maria, porque sempre leva Jesus a todos que encontra, é canal do derramamento do Espírito Santo! E só a presença e as poucas palavras da saudação de Maria foram suficientes para encher sua prima Isabel e João Batista do Espírito Santo.

Sigamos o exemplo de Maria, Mãe dos pequenos. Que nossas palavras e presença sejam canais do derramamento do Espírito Santo. Como Maria, que de nossos lábios saiam palavras de poder.
Paz e Bem.

O Senhor é contigo

Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo (Lc 1,28).

Se o Senhor é com Maria, por que também eu não seria?
Se aprove a Deus querer usar de Maria para que a graça atingisse a todos, por que eu não contaria com a graça que posso encontrar em Maria?

Maria, Mãe dos pequenos, rogai por nós!

Paz e Bem.

Amor inabalável


Mesmo que as montanhas oscilassem e as colinas se abalassem, jamais meu amor te abandonará e jamais meu pacto de paz vacilará, diz o Senhor que se compadeceu de ti. (Is 54,10).

As montanhas podem oscilar, as colinas podem se abalar, a economia mundial pode balançar, as geleiras podem derreter, as nossas convicções humanas podem cair por terra. No entanto, o amor de Deus por nós nunca mudará. Ele nos diz: no meu eterno amor, tenho compaixão de ti (Is 54,8). Deus nos ama com eterno amor e esse amor é inabalável!

Nossa gratidão para com Deus também deve ser eterna.

Paz e Bem.

Deus o exaltou soberanamente


Dirigiu-se Jesus ao templo. E, enquanto ensinava, os príncipes dos sacerdotes e os anciãos do povo aproximaram-se e perguntaram-lhe: Com que direito fazes isso? Quem te deu esta autoridade? (Mt 21, 23).

Ainda hoje fazemos para Jesus perguntas como as do texto acima , principalmente quando acontecem coisas que não estão de acordo com a nossa vontade. No entanto, depois da morte e ressurreição do Senhor, o Apóstolo São Paulo revela de onde vem o direito e a autoridade de Jesus, dizendo:

Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e assemelhando-se aos homens. E, sendo exteriormente reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. Por isso Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos. E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é Senhor (Fl 2, 6-11).

Paz e Bem.

A Deus nenhuma coisa é impossível


No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria. Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim. Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, pois não conheço homem? Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, até ela concebeu um filho na sua velhice; e já está no sexto mês aquela que é tida por estéril, porque a Deus nenhuma coisa é impossível. Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo afastou-se dela (Lc 1,37).

Entreguemos nossos impossíveis a Deus, pois:

Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas que por todos nós o entregou, como não nos dará também com ele todas as coisas? (Rm 8, 32).


Obs: Fotos da Basílica da Anunciação em Nazaré, lugar onde o anjo falou com Maria.

Paz e Bem.

A vontade de vosso Pai celeste


Assim é a vontade de vosso Pai celeste, que não se perca um só destes pequeninos (Mt 18,14).

Como é bom saber que Deus Pai tem, em Sua vontade, uma atenção toda especial voltada para os pequeninos. Essa vontade de Deus Pai deve ser o motivo mais que suficiente para que cada um de nós busque, com toda diligência e empenho, viver a pequenez, já que também não queremos nos perder.

Sim, excelso é o Senhor, mas olha os pequeninos (Sl 137, 6).


Os olhos de Deus Pai está sobre você, pequenino!


Paz e Bem.


Vendo a fé

Vendo a fé que tinham, disse Jesus: “Meu amigo, os teus pecados te são perdoados... eu te ordeno: levanta-te toma o teu leito e vai para tua casa” (Lc 5, 20.24).


A graça de ter os pecados perdoados é acompanhada de uma ordem para que não se fique preso ao passado que impedia a caminhada. Dois milagres que foram motivados pelo amor de um Deus que vê a fé de Seu povo.

Deixemos que nossa fé seja alvo dos olhos de Deus... o perdão dos pecados e o início de um novo caminhar é obra de Jesus.


Paz e Bem.

A chave

Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus (Mt 7 ,21). Esta é a vontade de Deus: a vossa santificação... (1 Tes 4, 3).

Pela misericórdia de Deus, a santidade é a chave que abre a porta de entrada para o céu.

Paz e Bem.

Do quase nada para o milagre


Jesus saiu daquela região e voltou para perto do mar da Galiléia. Subiu a uma colina e sentou-se ali. Então numerosa multidão aproximou-se dele, trazendo consigo mudos, cegos, coxos, aleijados e muitos outros enfermos. Puseram-nos aos seus pés e ele os curou (...). Jesus, porém, reuniu os seus discípulos e disse-lhes: Tenho piedade esta multidão: eis que há três dias está perto de mim e não tem nada para comer. Não quero despedi-la em jejum, para que não desfaleça no caminho. Disseram-lhe os discípulos: De que maneira procuraremos neste lugar deserto pão bastante para saciar tal multidão? Pergunta-lhes Jesus: Quantos pães tendes? Sete, e alguns peixinhos, responderam eles. Mandou, então, a multidão assentar-se no chão, tomou os sete pães e os peixes e abençoou-os. Depois os partiu e os deu aos discípulos, que os distribuíram à multidão. Todos comeram e ficaram saciados, e, dos pedaços que restaram, encheram sete cestos (Mt 15, 29-30. 32-37).

Jesus sempre se compadece do seu povo e, como Bom Pastor que é, dedica-se em nos ensinar, nos curar e nos alimentar.

E a partir daquilo que é oferecido ao Senhor, mesmo sendo pouco, é que o alimento vem em abundância, a ponto de alimentar, satisfazer uma multidão e ainda sobras serem recolhidas.

É do meu pouco ofertado ao Senhor que uma multidão pode ser alimentada. É do nosso pouco ofertado a Jesus... é do nosso quase nada entregue nas mãos do Mestre, que Ele opera um milagre!


Obs: As fotos retratam um dos lugares que a tradição de nossa Igreja aponta como local onde Jesus multiplicou os pães.

Paz e Bem.


Pedi, vós todos, a paz


Pedi, vós todos, a paz para Jerusalém, e vivam em segurança os que te amam. Reine a paz em teus muros, e a tranquilidade em teus palácios. Por amor de meus irmãos e de meus amigos, pedirei a paz para ti. Por amor da casa do Senhor, nosso Deus, pedirei para ti a felicidade (Sl 121, 6-9).

Como o Salmista ora por Jerusalém, também nós continuamos tendo o compromisso de amor em orar pelo Rio de Janeiro. Nós, com muita alegria, já louvamos a Deus pelas vitórias que nos foram concedidas... E sabemos que a oração é nossa melhor arma... O rei Davi, autor do salmo acima nos ensina o que dizer diante daqueles que nos fazem guerra:
 
Tu vens contra mim com espada, lança e escudo, eu, porém, vou contra ti em nome do Senhor dos exércitos (I Sm 17,45).

Se for o seu desejo, deixe no comentário uma pequena oração pelo Rio de Janeiro... Tenho a certeza que esse testemunho de oração será acolhido por Deus. Obrigado!

Paz e Bem.

O Papa reza pelo RJ

Amados Irmãos e irmãs,

Dom Orani João Tempesta recebeu mensagem do Papa hoje de manhã... Partilho a mesma como segue abaixo:

- - - - -

Excelência Reverendíssima


Cumpro o dever de transmitir a Vossa Excelência, o telegrama de Sua Eminência o Cardeal Tarcísio Bertone, Secretário de Estado:

 
"Exmo Revmo Dom Orani João Tempesta

Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro


O Santo Padre segue com profunda magoa os graves enfrentamentos e as violências destes dias no Rio de Janeiro, particularmente na comunidade "Vila Cruzeiro". O Sumo Pontífice assegura a sua oração pelos mortos, como também pelas suas famílias, e pede aos responsáveis que ponham fim às desordens, enquanto os encoraja restabelecerem o respeito da Lei e do Bem Comum.
 

Cardeal Tarcísio Bertone

Secretário de Estado de Sua Santidade"
 

Uno às palavras do Emmo Cardeal minha fervente oração a Deus Todo-poderoso e rico em misericórdia, nesta circunstância tão dolorosa na sua Arquidiocese.

Aproveito do ensejo para expressar meus sentimentos de alta estima,

 
Dom Lourenzo Baldisseri

Núncio Apostólico

- - - -

Permaneçamos em unidade de oração pelo Rio de Janeiro com o nosso Pastor e com a Igreja.

Paz e Bem.

É hoje... Unidos em oração pelo Rio de Janeiro


As minhas ovelhas ouvem a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. (Jo 10, 27).

As ovelhas do Rio de Janeiro que ouvem a voz do Pastor, hoje atenderão o chamado que é feito e que mais uma vez publico abaixo:

Hoje, dia 27, Dia de Nossa Senhora das Graças, das 22h às 00h, será realizada uma vigília do povo católico pela paz e segurança em nossa cidade.

O Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, presidirá uma vigília pela paz, que será transmitida pela Rádio Catedral. Como será transmitida ao vivo, todos são convidados a se unir em oração e participar: em suas casas, nas capelas, nas comunidades ou nas paróquias. Para melhor acompanhar esse momento, a Arquidiocese disponibilizará o texto da vigília no Portal: www.arquidiocese.org.br . Ele também estará publicado no jornal “O Testemunho de Fé” dessa semana.

A Rádio Catedral, ao transmitir essa vigília, une a todos num mesmo sentimento, nos mais diversos pontos da cidade. Sintonize: 106,7 FM. Dom Orani também conclama todos os fiéis a, a partir de hoje, rezarem pela paz, individualmente e comunitariamente. Nas celebrações eucarísticas pode-se fazer, na oração dos fiéis, um pedido pela paz para a cidade e, no final das missas, uma oração especial pela paz.

Obs: Os irmãos de outras localidades podem sintonizar a Rádio Catedral através do site: www.radiocatedral.com.br .

Por favor, divulguem esse post para sua lista de e-mails. Obrigado!

Então, nos encontramos hoje, em oração e comunhão, através da Rádio Catedral.

Paz e Bem.

RIO DE JANEIRO - RIO DE ORAÇÃO - URGENTE


Felizes os que habitam em vossa casa, Senhor (...). Feliz o homem cujo socorro está em vós... (Sl 83, 5-6).
No próximo sábado, dia 27, Dia de Nossa Senhora das Graças, das 22h às 00h, será realizada uma vigília do povo católico pela paz e segurança em nossa cidade.

O Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, presidirá uma vigília pela paz, que será transmitida pela Rádio Catedral. Como será transmitida ao vivo, todos são convidados a se unir em oração e participar: em suas casas, nas capelas, nas comunidades ou nas paróquias. Para melhor acompanhar esse momento, a Arquidiocese disponibilizará o texto da vigília no Portal: www.arquidiocese.org.br . Ele também estará publicado no jornal “O Testemunho de Fé” dessa semana.

A Rádio Catedral, ao transmitir essa vigília, une a todos num mesmo sentimento, nos mais diversos pontos da cidade. Sintonize: 106,7 FM. Dom Orani também conclama todos os fiéis a, a partir de hoje, rezarem pela paz, individualmente e comunitariamente. Nas celebrações eucarísticas pode-se fazer, na oração dos fiéis, um pedido pela paz para a cidade e, no final das missas, uma oração especial pela paz.

Obs: Os irmãos de outras localidades podem sintonizar a Rádio Catedral através do site: www.radiocatedral.com.br .

Por favor, divulguem esse post para sua lista de e-mails. Obrigado!

Paz e Bem.

Amor constante


É pela vossa constância que alcançareis a vossa salvação. (Lc 21, 19).

A Salvação é obra maravilhosa de Deus! É vitória do amor sobre o desamor; é vitória da vida sobre a morte.

Podemos alcançar a salvação pela nossa constância em Deus. No entanto, a nossa constância também é graça que nos alcança porque, antes de nós, Deus é constante! Ele é constante em nos amar.

Jesus Cristo é sempre o mesmo: ontem, hoje e por toda a eternidade (Hb 13,8).

Jesus é sempre o mesmo! Ele continua nos amando, Ele é Amor constante... Deus nos ama eternamente!

Paz e Bem.

A oferta


Levantando os olhos, viu Jesus os ricos que deitavam as suas ofertas no cofre do templo. Viu também uma viúva pobrezinha deitar duas pequeninas moedas, e disse: Em verdade vos digo: esta pobre viúva pôs mais do que os outros. Pois todos aqueles lançaram nas ofertas de Deus o que lhes sobra; esta, porém, deu, da sua indigência, tudo o que lhe restava para o sustento. (Lc 21, 1-4).


Damos mais a Deus quando nossa oferta é o melhor de nós mesmo. Quando não damos o que sobra, mas o que pode nos faltar.

A viúva foi apontada com exemplo. No entanto, Deus Pai, que nos amou primeiro, deu-nos o exemplo maior e mais perfeito oferecendo Seu Filho Jesus Cristo.

Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas que por todos nós o entregou, como não nos dará também com ele todas as coisas? (Rm 8,32).

Como compreender o amor de um Deus que abre mão do seu tesouro maior para que sejamos atingidos?

Nas fotos, seguem a imagem da 3ª estação da Via-Sacra (Via dolorosa em Jerusalém) que retrata a queda de Jesus. Fiquei muito impressionado com a expressão dos anjos que sugere (em livre interpretação) que até eles se espantaram e não compreenderam tamanha oferta de amor... Até aonde Deus vai para mostrar que nos ama?!


Paz e Bem.

Um Deus que chora!


Aproximando-se ainda mais, Jesus contemplou Jerusalém e chorou sobre ela, dizendo: Oh! Se também tu, ao menos neste dia que te é dado, conhecesses o que te pode trazer a paz!... Mas não, isso está oculto aos teus olhos. Virão sobre ti dias em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, te sitiarão e te apertarão de todos os lados; destruir-te-ão a ti e a teus filhos que estiverem dentro de ti, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não conheceste o tempo em que foste visitada (Lc 19, 41-44).
 
Deus se fez homem em tudo, menos no pecado. Jesus é Deus e é homem! Ele se encarnou para nos salvar. Jesus encarnado é Deus nos visitando e o melhor é que Ele continua batendo a nossa porta (vide post anterior).
 
Na foto, segue Jerusalém (de hoje) vista do Monte das Oliveiras, o (provável) lugar onde a tradição diz que aconteceu o texto do Evangelho de S. Lucas citado acima. Lugar onde Deus chorou! Como não se encantar com um Deus que chora por aqueles que ama?
 
Paz e Bem.

Basta abrir a porta


Não sei com quem você jantou ontem... No entanto, ainda hoje, existe a chance da pessoa mais ilustre e importante de todos os tempos estar na sua casa e na intimidade da mesa. Não é Obama, Lula ou qualquer outro destes! Mas é Jesus Cristo que continua a dizer:


Eis que estou à porta e bato: se alguém abrir a porta, entrarei em sua casa e cearemos, eu com ele e ele comigo (Ap 3, 20).


Basta abrir a porta...


Paz e Bem.

Sereis minhas testemunhas

Rio, 10/11/2010.
Agora que cheguei ao Rio e já começo a me reorganizar, partilho o que vivi no meu último dia na Terra Santa e que na ocasião não tive como postar... Era um sábado e fomos logo cedo ao Monte Sião, onde fica a Igreja que é dedicada a dormição de Maria santíssima (foto ao lado), lugar do seu último sono (dormítio). A Conclusão do dia foi na Igreja que retrata a negação de Pedro após o canto do galo, lugar onde também está a prisão em que Jesus ficou antes de ser crucificado.
Mas, entre essas duas visitas, tive a alegria de ir ao cenáculo, lugar da última ceia, mas também lugar onde ocorreu o derramamento do Espírito Santo na festa de Pentecostes (Orei, junto com outros irmãos, clamando a graça da Efusão do Espírito Santo, vide foto abaixo). A construção já não é a mesma da época desse fato histórico (o lugar, sim)... Ela já foi até uma mesquita, agora não mais. No entanto, com o derramar do Espírito Santo sobre os homens, templos construídos de pedras já são os únicos.
"Ou não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, que habita em vós, o qual recebestes de Deus e que, por isso mesmo, já não vos pertenceis? Porque fostes comprados por um grande preço. Glorificai, pois, a Deus no vosso corpo" (1 Cor 6, 19-20).
A salvação nos chega porque Jesus, o Filho de Deus, se encarnou, sofreu Sua paixão e morte, mas ressuscitou! Cumprindo a promessa do Pai, Ele nos envia o Espírito Santo não só para sermos templos, mas também para sermos Suas testemunhas.
"mas descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força; e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria e até os confins do mundo" (At 1,8).
Então: vamos aos confins do mundo! Pois, ainda estamos no tempo dos atos dos Apóstolos!
Obs: Agradeço a Deus por ter me concedido a graça desta peregrinação; aos meus irmãos de comunidade por serem motivação para o meu caminhar e sem os quais não conseguiria ter um blog e muito menos um note para digitar; agradeço a todos os irmãos que me motivaram a partilhar essa experiência e aos que acompanham o blog (pela leitura, pelos comentários, divulgação, etc.). Obrigado!
Paz e Bem.
Alexandre

Jesus ressuscitou!

Belém, 5/11/2010.

Eu juro que tentei achar! O ambiente não era muito claro, mas nada que pudesse atrapalhar a visão. Olhei tudo, todos os cantos! Usei minhas mãos para ajudar... Mas, tocando, nada encontrei! Jesus não estava lá! Jesus não estava no sepulcro! Por (aproximadamente ) 2010 anos só se encontra um sepulcro vazio. Jesus ressuscitou! Verdadeiramente ressuscitou! Aleluia!

Obs: Para não postar uma foto vazia, resolvi fotografar minha mão em cima da pedra...

Por que buscais entre os mortos aquele que está vivo? (Lc 24, 5).

Paz e Bem.

Alexandre

Pai Nosso


Belém, 4/11/2010.

Novo dia! E que correria! Entramos em Jerusalém e logo pela manhã fomos ao Monte das Oliveiras, iniciando pelo local onde Jesus ensinou o Pai Nosso, passando pelo Getsêmani, lugar da agonia do Senhor; onde a emoção é forte e grande é a dor de saber que Jesus sofreu tanto por causa dos meus pecados e dos do mundo inteiro. A contrição e o arrependimento brotam ao tocar na pedra onde a tradição de nossa Igreja diz que foi o lugar onde Jesus passou sua agonia.

A celebração da Santa Missa foi na gruta dos pastores que receberam o aviso do anjo que o Salvador havia nascido. Terminamos o dia na Basílica da Natividade, onde Jesus nasceu. Não foi bem do jeito que eu pensava, pois é tudo muito rápido e o comércio atrapalha bastante... Rezar e depois tocar na estrela que marca o local do nascimento do Salvador foi quase impossível.

Hoje também presenciei um momento muito tenso de intolerância religiosa que quase acabou em agressão física. Lamentavelmente, no lugar onde nasceu o príncipe da paz as pessoas vivem guerra em seus corações. Como é necessário que nós, homens, entendamos que somos todos irmãos... Se realmente aprendêssemos que Deus é o Pai nosso (Mt 6, 9)...

Saudades... Paz e Bem.

Alexandre

Bem-aventurança


Belém, 03/11/2010.

Hoje pensei que meu coração não ia resistir! Claro que acordo sabendo o roteiro do dia, mas não é possível antecipar as surpresas que Deus tem reservado para a jornada! O dia iniciou em Carfanaum, lugar onde Jesus chamou seus discípulos e onde ocorreu o primado de Pedro. Fomos ao Mar da Galiléia e meus pés pisaram (e afundaram, é claro!) nas águas onde Pedro andou na direção de Jesus, mas depois afundou (fiquei feliz de saber que tenho algo em comum com o príncipe dos Apóstolos!). Também estive na casa de Pedro, nosso primeiro Papa.

O próximo destino do dia foi o Monte das Bem-aventuranças. Até agora estou emocionado com o que aconteceu! No resto do dia passei no lugar da multiplicação dos pães e já de noite ocorreu a renovação das promessas do Batismo no rio Jordão. No entanto, nada se compara ao que Deus me permitiu viver no Monte das Bem-aventuranças! Simplesmente no meio de três grupos brasileiros de peregrinos, fui chamado para fazer a primeira leitura da Missa que lá celebramos. Que temor!

Aqui já passa das 23h, mas desde as 11h da manhã não penso em outra coisa... Fico pensando em todos os significados desta graça e sei que ainda terei que viver muito tempo para aprofundar as riquezas de Deus neste presente. Proclamar a Palavra de Deus no monte onde Jesus anunciou aquilo que é tido como o centro do Evangelho e tendo ao fundo o Mar da Galiléia... Proclamar a Palavra aonde Jesus pregou... Cada vez que penso, volto a chorar... Abaixo segue o texto proclamado:

1. Todos vós, que estais sedentos, vinde à nascente das águas; vinde comer, vós que não tendes alimento. Vinde comprar trigo sem dinheiro, vinho e leite sem pagar! 2. Por que despender vosso dinheiro naquilo que não alimenta, e o produto de vosso trabalho naquilo que não sacia? Se me ouvis, comereis excelentes manjares, uma suculenta comida fará vossas delícias. 3. Prestai-me atenção, e vinde a mim; escutai, e vossa alma viverá: quero concluir convosco uma eterna aliança, outorgando-vos os favores prometidos a Davi. 10. Tal como a chuva e a neve caem do céu e para lá não volvem sem ter regado a terra, sem a ter fecundado, e feito germinar as plantas, sem dar o grão a semear e o pão a comer, 11. assim acontece à palavra que minha boca profere: não volta sem ter produzido seu efeito, sem ter executado minha vontade e cumprido sua missão (Is 55, 1-3. 10-11).

Paz e Bem.

Alexandre

Porque a Deus nenhuma coisa é impossível


Galiléia, 02/11/2010.

Dia cheio da graça de Deus. Difícil de achar algo para contar, pois o desejo é de partilhar tudo. No entanto, sei que as palavras não são suficientes para descrever o que é estar no local onde a tradição de nossa Igreja diz que ocorreu a concepção de Jesus (vide foto ao lado... Gruta da Anunciação). Também estar na casa que a tradição diz que foi da Sagrada Família é algo muito emocionante, foi minha primeira Eucaristia na terra onde Jesus andou! Celebrei por todas as famílias da comunidade, conforme havia dito ontem.



No monte Tabor, onde Jesus se tranfigurou, deixei um “Ser Pequeno” logo na entrada, onde abaixo de uma grade tem um reservado somente para se colocar intenções (vide a foto ao lado). Sabendo que a passagem da Transfiguração é o ícone da vida consagrada e desejando que cada membro da comunidade seja transfigurado em Jesus, clamei por nosso Carisma.




Já no fim do dia, estive em Caná, onde tradição de nossa Igreja diz ser a casa onde Aconteceu o primeiro milagre de Jesus em que a água se tornou vinho durante a festa de casamento (vejam que segue foto de uma talha encontrada no local). Conseguimos celebrar a renovação das promessas matrimoniais... Rezei por todos os casais da comunidade na certeza das palavras que Maria ouviu na anunciação, quando o anjo disse: porque a Deus nenhuma coisa é impossível (Lc 1, 37).

Paz e Bem.

Alexandre

Milagre

Galiléia, 01/11/2010.

Finalmente cheguei a Terra Santa, que é santa não pela terra, mas pelo Deus que se fez homem e pisou nesta terra.

Amanhã irei na Basílica da Anunciação e em Caná, lugar que depois da intercessão de Maria, Mãe dos pequenos, Jesus realizou o seu primeiro milagre. Estarei rezado de forma especial por todos os casais da comunidade, pedindo que o vinho melhor seja servido em cada realidade matrimonial. Que façamos como indicou Maria: Fazei o que ele (Jesus) vos disser (Jo 2, 5).

Amanhã também estarei no monte Tabor, onde o Senhor Jesus se trasnfigurou. Passagem que é o ícone da vida consagrada. Estarei orando por todos os consagrados e por aqueles que caminham com esse objetivo. Para que cada um possa viver o milagre da vida nova fiel ao chamado recebido. E que todos possamos ouvir a voz de Deus dizendo: Eis o meu filho muito amado, em quem pus toda minha afeição; ouvi-o (Mt 17, 4).

Paz e Bem.

Alexandre

Santidade

Assis, 31/10/2010.

Hoje foi o término do Congresso Internacional de Novas Comunidades e um dos temas que sempre estava em destaque era a santidade. As Novas Comunidades devem ser um caminhar em uma vida de santidade.

S. Francisco de Assis, em vida, lutou para viver essa vontade de Deus. Um dia, o pequeno de Assis se jogou em uma roseira para vencer uma tentação. Como sinal, Deus não permitiu que nascesse espinhos nesta roseira até os dias de hoje. É como se Deus quisesse nos dizer que a luta pela santidade vence os espinhos.

“Esta é a vontade de Deus: a vossa santificação” (I Tes 4, 3).

Paz e Bem.

Alexandre

Vida digna da vocação


Assis, 29/10/2010.

 
Neste dia participei de parte do Congresso Internacional para Novas Comunidades, onde D. Alberto Taveira nos falou sobre o Papa e as Novas comunidades. Utilizando de várias falas de Bento XVI, ele concluiu apontando alguns aspectos que não podemos descuidar. Neste post partilho apenas um: “que uma comunidade não olhe para si mesma, mas para as necessidades da Igreja”.

Sabendo que uma comunidade é fruto de um Carisma e estando o restante do dia nos locais em que S. Francisco de Assis viveu e testemunhou Jesus, no Carisma que foi chamado, percebi que o pequeno de Assis não olhou para si mesmo, mas para a necessidade da Igreja de sua época e por isso casou-se com a pobreza de forma radical.

Como uma Comunidade Nova, o que de melhor podemos fazer é viver nosso Carisma de forma radical e fiel... E assim, como S. Francisco de Assis, responderemos as necessidades da Igreja nos dias de hoje, naquilo que nos cabe.

Portanto, sigamos as palavras de S. Paulo que diz: “Exorto-vos, pois, - prisioneiro que sou pela causa do Senhor -, que leveis uma vida digna da vocação à qual fostes chamados...”(Ef 4, 1).

O Jesus que falou com S. Francisco e o chamou... continua falando e chamando... Francisco ouviu, respondeu e teve uma vida digna da vocação que recebeu... Que sigamos o seu exemplo. Amém!
Pax et Bonum.
Alexandre


Minha Igreja

Assis, 28/10/2010.


Esta manhã foi toda reservada para a Basílica São Pedro. Estar no coração da nossa Igreja faz o nosso coração bater mais como Igreja. Mais uma fez, pude fazer memória das maravilhas de Deus ao passar na Cripta dos Papas! Não há como não se emocionar ao ver túmulo de Pedro e do servo de Deus, João Paulo II (No post não vão as fotos, pois é proíbido fotografá-las).

Vendo a Cátedra de Pedro e o Testemunho dos Papas, uma grande alegria veio ao meu coração: A de ser parte da Igreja de Jesus, mas que o próprio Senhor confiou a Pedro, ao dizer: “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus” (Mt 16, 18-19).

E nosso primeiro Papa ordenou: “Achegai-vos a ele, pedra viva que os homens rejeitaram, mas escolhida e preciosa aos olhos de Deus; e quais outras pedras vivas, vós também vos tornais os materiais deste edifício espiritual, um sacerdócio santo, para oferecer vítimas espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo” (I Pe 2, 4-5).

Com isso, S. Pedro indica que a verdadeira beleza da Igreja, não está nas construções (por mais belas que sejam!), mas em Jesus, pedra preciosa escolhida por Deus. Nele nos tornamos também materiais deste edifício espiritual, para um sacerdócio santo e para sermos também vítimas espirituais agradáveis a Deus... não por nós, claro! Mas por Jesus! Que alegria, que graça!... Ser da Igreja de Jesus Cristo que é a mesma Igreja de Pedro!

Paz e Bem.

Alexandre